Test-drive | Fiat Barchetta

Fiat Barchetta, o carro que é preciso ter coragem para o comprar. Porque o Fiat Barchetta é aquele carro que por melhor que seja, ninguém o leva a sério. 


Comprar este carro significa transformar a tua vida num pequeno inferno, por várias razões. Vais ter de ouvir os "simpatizantes de automóveis" a dizer coisas como: "Oh compras-te um Fiat? Não tinhas dinheiro para mais? Oh compraste um Fiat? Queres o contacto de um amigo meu que é mecânico e que te pode ajudar quando o teu carro berrar. Depois de levarem estes comentários dos simpatizantes, vêm os aficionados, aqueles que sabem umas coisas, e eles vão dizer: "Oh compraste um Barchetta? Mas esse carro é de tracção dianteira, isso nem é um desportivo a sério. Oh compraste um Barchetta? Sabes que o chassis disso é igual ao Punto não sabes? Isso é uma carroça..." A tormenta é infindável. Se estás a pensar em comprar um carro destes tens de ter a certeza absoluta que o queres. Tens de gostar mesmo dele, porque vais ouvir tanta pessoa a dizer mal, que depressa vais colocá-lo à venda no OLX por metade do valor para o despachar o mais rapidamente possível e esquecer todo este episódio do Fiat Barchetta. Se não aguentares a pressão, se não aguentares a vergonha que os outros te fizeram passar por não conhecerem este pequeno desportivo, então deixa. Volta para trás, compra um Seat Ibiza TDI e junta-te ao clube dos que dizem que a gasolina é para carros telecomandados... Aí sim, toda a gente vai te dar um aceno de aprovação. 

O que vale é que é muito fácil de nos apaixonar-mos por este Barchetta e se tiveres coragem para assumir a relação e comprar este carro, então vais ver que vale a pena, pois este pequeno Fiat é dos carros mais divertidos que eu já conheci e que tive o prazer de conduzir. 

O motor do Barchetta é de 1.8cc, só que não é, pois na verdade é 1747cc (motor Alfa Romeo). A Fiat diz que o carro tem 130cv de potência (não é tão potente como o Alfa Romeo GTV 1.8 porque não tem sistema Twinspark), mas a verdade é que o carro saiu com cavalos escondidos por todo o lado. Os Barchetta de fábrica saiam com 132 cv na verdade e existiam donos que nos testes no banco de ensaio, saiam com potências entre os 135 e 140cv, com os carros stock. O motor tem 164 n.m. de binário às 4300 r.p.m. A Fiat vai-vos dizer que este é um exemplo perfeito de motor Italiano, mas na verdade este motor tem sistema "Variable Valve Timing" e todos os bocados electrónicos como a ECU são "Made in Japan." e ainda bem! Pois na verdade, este Fiat Barchetta é um automóvel super fiável! Mais fiável que carros de grande nome que ninguém vos ia dizer que "dão problemas" pois tratam-se de Audi TT''s e Porsche Boxster's (carros que toda a gente diz que são fiáveis por serem alemães, mas pesquisa na internet e depressa vais saber os milhares de problemas que estes carros podem ter). Para além da fiabilidade à prova de bala e testada por Richard Hammond no especial de natal de 2010 do Top Gear, as peças e as manutenções são muito baratas. É um automóvel bastante económico em todos os sentidos. Mesmo os consumos andam na casa dos 7 ou 8L/100km o que não é exagerado tendo em conta a garra deste motor.


O chassis, como disse, pode ter por base o Fiat Punto, que não é propriamente conhecido pela sua dinâmica em estrada e muito sinceramente, sempre achei um carro falso, mas no Barchetta a história é outra. O chassis é muito competente, o carro apesar de ser tracção dianteira pensa que é um carro de tracção traseira, daí que é possível colocar a traseira a fugir de uma forma controlada e divertida. É um automóvel magnífico de se conduzir, muito por culpa do baixo peso (1050kg) e da sua distribuição. A caixa de velocidades também é muito boa e a direcção é directa, como se fosse um Kart e dá um feedback claríssimo daquilo que as rodas da frente estão a fazer. O motor, esse, como já disse é mesmo de sonho. Muito nervoso, sempre com vontade de ser puxado pelo conta-rotações a cima. É um carro extremamente rápido que faz dos 0-100km/h em 8,9 seg, no entanto, a mim pareceu-me mais rápido do que isso. Foi dos carros mais divertidos que conduzi até hoje e nunca experimentei um carro que me surpreendesse tanto. Quando sai do carro só conseguia dizer "UAU, wow, uau!

A outra grande vantagem deste carro é que tem um habitáculo compatível com gente grande. A posição de condução é excelente, tinha espaço para as pernas e para a cabeça e o carro é simplesmente ergonómico. Havia espaço na bagageira para levar uma mala de viagem média e ainda sobrava mais algum espaço para algumas compras. O carro só peca mesmo pela falta de extras. Barchetta significa "barco pequeno" e a Fiat decidiu então manter as coisas simples, dando a hipótese ao consumidor de aumentar o volume do "complicómetro" pagando os extras à parte. No início de vida do Barchetta em 1995, tudo era extra. Desde o ABS, ao segundo airbag, ao ar condicionado... É extremamente complicado encontrar um Barchetta full extras. Mas a verdade é que uma vez atrás do volante deste Fiat Barchetta vais esquecer isso tudo, até vais esquecer aqueles bitaites que tu próprio e os teus conhecidos fanáticos de automóveis te vão atirar à cara. Não existem coisas perfeitas, e este carro tinha tudo para dar errado. O Fiat Barchetta é como aquela frase que se diz por aí: "Se a vida te dá limões, faz uma limonada" e foi exactamente o que este carro fez, provem desta limonada que vale mesmo a pena.


E quando saíres do carro e olhares para ele... Vais descobrir um dos designs automóveis mais belos de sempre. Estou a falar do estúdio Centro Stile Fiat que foi capaz de criar coisas tão belas como o Fiat Coupé, ou o Alfa Romeo 166, assim como foi capaz de criar abominações como o Fiat Múltipla. Mas o Barchetta? Foi a obra prima deste estúdio, o carro é único, podem procurar pois não existe nada assim. Ninguém vai dizer coisas como "olha tem as luzes do modelo X e a forma da traseira é parecida com o carro Y. Não... É único. É belo.


Daí que depois de leres isto tudo, achas que tens coragem para comprar um? Ou vais-te render à conformidade do pensamento da população em geral? Pessoas que têm a cabeça formatada por ideias pré-concebidas pelo Marketing das marcas, que muitas delas nem são verdadeiras, e que têm medo de aparecer com uma coisa diferente ou pensar de forma diferente? Tens coragem para realmente comprares um carro divertido, fiável e que mais ninguém tem? Só digo mais isto: "Atreve-te".




Enviar um comentário

Mensagens populares